Amor tóxico


Você se foi. Você sumiu. Mas, a intenção desse desabafo não é melancólico. Eu estou ótima; melhor do que nunca. Incrível como eu pensei que meu mundo iria acabar quando li aquele adeus, mas, ao contrário, o sol nasceu. Eu não percebia o quanto você me fazia mal - há tempos eu não dava um sorriso sincero encarando o horizonte. O que tivemos foi bom até certo ponto, mas concertar as brigas foi como usar uma borracha diversas vezes... foi desgastando e, no fim, parecia que não tinha mais nada de nós dois ali. Eu renasci. Não digam que desisti de lutar pelo amor; eu tive a coragem necessária para me amar antes e perceber: esse amor tóxico só me fez adoecer. 


Olá, pessoas! Aqui é a Anabê, dona do blog Metamorfoseando e nova colunista do Filho de Capitu. Espero que gostem dos posts e aceito sugestões!
Filho de Capitu é uma Marca CAPISTORE. Tecnologia do Blogger.