Superação.




Superar não é de um dia para o outro; superar não é guardar em uma caixinha e deixá-la de canto. Uma hora vai ser preciso seguir em frente, mas não se pode seguir com o passado te puxando de volta. Superar não é sair de casa para beber; superar não é dizer que superou. É deixar doer. É se dar permissão para ouvir música triste deitado no chão, mas com a consciência de que tudo passa. Deixa que o choro lava a alma e cessa a dor. Assim, quando mais tarde vier a encarar o que precisou deixar ir, não mais vai sentir o coração parar. No fim, quando se supera, só restam as lembranças, não mais sentimentos. 


Olá, pessoas! Aqui é a Anabê, dona do blog Metamorfoseando e nova colunista do Filho de Capitu. Espero que gostem dos posts e aceito sugestões!
Filho de Capitu é uma Marca CAPISTORE. Tecnologia do Blogger.