Até que ele cansou

Resultado de imagem para coração em vidro embaçado

Aqui o céu tá bem escuro... Chove um pouco... Tem muitos relâmpagos...
Há muito tempo, ele se perguntou em qual momento o céu da relação deles havia escurecido...

Sempre houve uma chuvinha ou outra. Às vezes, até alguns clarões trovoando entre o casal. Porém, a partir de algum momento, o arco íris não apareceu mais após a chuva. Simplesmente a chuva não foi embora. Tudo não passava de dias cinzas. Era difícil sorrir pras pessoas como se o seu “céu interior” estivesse como o delas. Até que ele cansou. Ele não queria mais chuva. E chovia cada vez mais. Só chovia. Chovia... Eu já disse o quanto ele não gostava de chuva? Ele não aguentava mais ter as ruas do seu coração alagadas por aquele temporal que não passava. Porque só chovia. Ele já não ficava mais com alguns pingos de chuva nas roupas, ele ficava encharcado, submerso naquela água que gelava os seus sentimentos. E o jeito era nadar. No início, ele foi contra a correnteza sim. Até que ele cansou. Ele não tinha mais forças e era arrastado mais para o fundo a cada dia. Até que ele cansou. Mas, dessa vez, seu cansaço já tinha chegado ao limite e ele não queria mais aquele céu, aquela chuva, aquela dor. Ele realmente havia cansado, assim como ela estava cansada há muito tempo. 



Filho de Capitu é uma Marca CAPISTORE. Tecnologia do Blogger.