Quando nos conhecemos



 Para quem sempre esperar filmes novos nas atualizações da Netflix, com certeza já viu que lançou um filme chamado ''Quando nos conhecemos''(se você não viu, fica tranquilo que não vai ter spoiler).
 Bom, dando uma sinopse rápida do filme, a história é de um garoto chamado Noah que se apaixona pela bela Avery e acaba ficando na Friendzone. Depois de um tempo, Avery acaba se apaixonando e noivando com outro cara. Noah fica muito mal com isso, mas percebe que uma cabine antiga de fotos(onde ele tirou foto com ela no mesmo dia em que a conheceu e apaixonou-se) o manda diretamente para o dia em que ele a conheceu, para tentar conquista-la.

 Vou deixar o trailer se você não entendeu muito bem.





 Bem, você deve ter achado que vim fazer uma critica sobre o enredo do filme, certo? Na verdade não, poderíamos até falar da fotografia ou até das atuações.   Mas o intuito que eu capitei é bem mais profundo do que estética do filme,  entende? bom, de qualquer modo eu vou explicar.
 Noah fica viajando no tempo e tentando acertar inúmeras vezes e até quando ele acha que acerta, acaba errando de novo. Nisso eu percebi o quanto a gente é besta e se prende a coisas passadas esperando que um dia essa máquina do tempo chegue até a gente. E claro, sempre pensamos - "ah, eu conseguiria mudar tranquilamente" -, e não vem dizer que você não pensaria nisso porque tenho certeza que você pensou!
  Estamos sempre tentando controlar o incontrolável, como tentamos controlar o tempo; tentando concertar o passado e programando o futuro. E nada acontece do jeito que a gente espera ou da forma que a gente sonha. Somos Noah's tentando fazer tudo dar certo, sem nunca pensar como nossas atitudes podem prejudicar ou ajudar as pessoas e até nós mesmos.
 As vezes a sua felicidade está do seu lado dizendo um simples bom dia, mas você está apostando tudo em uma rejeição ou uma programação da sua vida, sendo que nossa vida é uma simples especulação de todos os nossos atos futuros e é impossível de se programar.
  Esse filme só mostra o quanto tentamos programar o curso sem deixar que ele siga naturalmente. Então tente deixar tudo correr no curso natural. Sua promoção no emprego ou até o amor da sua vida. Deixe que tudo siga o seu curso natural só se dedique em viver cada momento da sua vida, pensando no agora e não no amanhã. Chute, grite, beije, abrace, erre, viaje... Bom, faça tudo o que lhe faz bem e deixe o rio da sua vida seguir o seu próprio curso natural.
Espero que você que esta lendo isso, consiga entender o que eu quis dizer, por que as vezes nem eu me entendo.


 E aí, gostou desse post? Discorda ou acha que falta algo? Comenta aqui embaixo e marque seus amigos que tentam controlar o futuro ou ficam chorando pelo passado. Um beijão e se cuida!


Por: alec xavier silveira
Filho de Capitu é uma Marca CAPISTORE. Tecnologia do Blogger.